Domingo, 8 de Novembro de 2009

Espero-te


Imagem de Marcin Nawrocki



Espero-te na praia deserta dos meus sonhos
quando o sol entra no mar, cansado,

e dá lugar à lua para que me envolvas

nos teus braços.

Espero-te para lá de todas as mágoas
que o coração sente e a boca,

antes de beijar, mente em palavras

que o coração não dita.

Espero-te no desejo carnal do teu abraço
que a lua encobre zelosa desviando o olhar,

para que possas cobrir meu corpo
no teu beijar.

Espero-te na singela leveza do pensamento
que voa para lá do infinito e se queda,
balbuciante, no fogo paciente do corpo
que te anseia.

Espero-te ao pôr-do-sol do
pensamento.

 

 

 

 

publicado por Menina Marota às 22:35
| comentar | Acompanhe-me
|

Sensibilidades...

Regresso

uma parte de mim

Sentidos

Bom Dia!

Sereinement...

Voláteis gaivotas

A hora do encanto...

Ouro negro

Amanheço-me

Poema sem nome

Pés na Areia

Reciclagem

Fragile

Sons diáfanos...

O vento da utopia

Momentos meus...

Rota da vida

Vida

O vento e o tempo.

Talvez

Bom Dia!

Sons do vento

Dizem

Olhos de Vida

Sentires

Oceano dos sentidos

Dádivas de amor

Sentires...

Da minha janela

Bom dia...

Almas Pretéritas

A minha alma anda aqui...