:
De Abilio a 23 de Novembro de 2011 às 21:49
olá Menina .M.

Coisas que o tempo não apaga, no fundo da alma continua pedaços de esperança ,no amanhã.

Boa noite,

Tretas
De Visitante envergonhado a 6 de Dezembro de 2011 às 21:53

"Sinto-te ... no útimo sentimento."

Cada um lê à sua maneira ....
É essa uma das virtudes da sua poesia !


Martins

Comentar