Sábado, 19 de Junho de 2010

Tango

(Pintura de Graciela Bello)

 

 

Neste tango que danço
sentindo o corpo
ao sabor da música
que toca a canção de todos
os tempos.

Segura de meus passos
- movimento
respiração
sorriso
inspiração -
nas ondas do mar
permaneço.

No corpo, os sentidos.
Nos lábios, o gosto
nunca adormecido,
de um beijo perfeito
recebido e jamais
esquecido.

É a razão da alma
que anima
e faz a diferença;
coerência que domina
dá-nos a ciência
de não amar
o fio de uma teia
de aranha.

Oásis de ternura
na dança deste tango. 

 

 

tags:
publicado por Menina Marota às 12:15
| comentar | Acompanhe-me
|

Sensibilidades...

Regresso

uma parte de mim

Sentidos

Bom Dia!

Sereinement...

Voláteis gaivotas

A hora do encanto...

Ouro negro

Amanheço-me

Poema sem nome

Pés na Areia

Reciclagem

Fragile

Sons diáfanos...

O vento da utopia

Momentos meus...

Rota da vida

Vida

O vento e o tempo.

Talvez

Bom Dia!

Sons do vento

Dizem

Olhos de Vida

Sentires

Oceano dos sentidos

Dádivas de amor

Sentires...

Da minha janela

Bom dia...

Almas Pretéritas

A minha alma anda aqui...