Quarta-feira, 3 de Agosto de 2011

Cobaia...

Desenho de Milo Manara

 

 

Entre beijos e palavras
articulei sonho

Com carícias e ternura
desfrutei paixão

Sem vaidade e muito desejo
vivi alegria e emoção

Por entre caminhares de afeição
onde a alegre gargalhada
e mãos feitas de anseios
fazem da vida a "cobaia"
de momentos inesquecíveis
indeléveis memórias
guardadas entre afagos recíprocos
pele
toque
cheiro
corpos que no entendimento da linguagem
se dão no versículo que nasce
por entre o mistério que é o amor…

Ser a voz do poema de cada história
faz de todos os sonhos prelúdio íntimo
cúmplice de muitas memórias.

E na controversa dialéctica
da natureza
eis o sentido que se adivinha da Vida…

 

tags:
publicado por Menina Marota às 16:30
| comentar | Acompanhe-me
|
:
De Teresa Gonçalves a 28 de Agosto de 2011 às 02:35
Sensualidade de uma sensibilidade cativante.
«Ser a voz do poema de cada história
faz de todos os sonhos prelúdio íntimo
cúmplice de muitas memórias.»... Memória de poeta em nada esquecida! Lindo.

Bjito.
Teresa G.
De Menina Marota a 3 de Setembro de 2011 às 14:06

Memórias de tempos que perduram na... memória.
Grata querida Teresa por aqui me teres lido e comentado. É uma alegria para mim a tua visita aos meus  pequenos Refúgios.

Um  beijo

Comentar

Sensibilidades...

Regresso

uma parte de mim

Sentidos

Bom Dia!

Sereinement...

Voláteis gaivotas

A hora do encanto...

Ouro negro

Amanheço-me

Poema sem nome

Pés na Areia

Reciclagem

Fragile

Sons diáfanos...

O vento da utopia

Momentos meus...

Rota da vida

Vida

O vento e o tempo.

Talvez

Bom Dia!

Sons do vento

Dizem

Olhos de Vida

Sentires

Oceano dos sentidos

Dádivas de amor

Sentires...

Da minha janela

Bom dia...

Almas Pretéritas

A minha alma anda aqui...