:
De A.S. a 9 de Julho de 2015 às 17:53
Fluis como a sombra
Cerca-te um brilho transparente,
breve canto de pássaro
improvisando caricias no teu corpo
onde sacias a sede
na melodia de um poema...

Beijo,
AL
De Jaime Portela a 14 de Setembro de 2015 às 13:51
Excelente.
Fico sempre encantado com qualquer poema seu que leia.
Tenha um boa semana.
Um abraço.
De Jaime Portela a 21 de Novembro de 2015 às 12:04
Percorri todos os seus blogues (que conheço) e vi que nada mais publicou. O que é pena, pois a sua poesia é magistral.
Aproveito para lhe desejar um bom fim de semana.
Beijinhos.

Comentar