Terça-feira, 22 de Julho de 2014

Sereinement...

 

Foi com muita alegria que vi a tradução do meu poema inserido na página Poésie portugaise, Poesia portuguesa.

 

Grata a Nina Matos por me ter privilegiado com esta tradução.

 

 

Jour après jour 
Sereinement 
Je me berce dans 
les eaux calmes 
de mon âme 
Je plonge 
dans l'esprit de la marée 
Je renais 
dans l'ondoiement du vent.

Anna Pavlova, photographer



Dia após dia

Serenamente

Embalo-me

nas águas calmas

da minha alma

Mergulho

no espírito da maré

Renasço

na ondulação do vento. 

 

Otília Martel

publicado por Menina Marota às 23:04
| comentar | Acompanhe-me
|
:
De Amita a 15 de Outubro de 2014 às 18:26
Este teu belo poema fica encantador na ondulante língua francesa. Parabéns à tradutora.
Um bjinho e uma flor
De Menina Marota a 3 de Junho de 2015 às 15:14
Grata Amita pela tua presença e palavras. É sempre um prazer renovado ver-te por aqui.
Bjinhos
De A.S. a 1 de Julho de 2015 às 13:54
Muito lindo Otília!...

Beijo,
AL

Comentar

Sensibilidades...

Regresso

uma parte de mim

Sentidos

Bom Dia!

Sereinement...

Voláteis gaivotas

A hora do encanto...

Ouro negro

Amanheço-me

Poema sem nome

Pés na Areia

Reciclagem

Fragile

Sons diáfanos...

O vento da utopia

Momentos meus...

Rota da vida

Vida

O vento e o tempo.

Talvez

Bom Dia!

Sons do vento

Dizem

Olhos de Vida

Sentires

Oceano dos sentidos

Dádivas de amor

Sentires...

Da minha janela

Bom dia...

Almas Pretéritas

A minha alma anda aqui...