Segunda-feira, 23 de Dezembro de 2013

Voláteis gaivotas

Autor desconhecido



Voláteis gaivotas

no horizonte se desenham

na poética hondura do cintilar

da terra amena que o rio atravessa

e se perde no mar.

 

Imutáveis as palavras efémeras

que dos poetas provenham.

 

publicado por Menina Marota às 16:32
| comentar | ver comentários (3) | Acompanhe-me
|

Sensibilidades...

Voláteis gaivotas

Almas Pretéritas

A minha alma anda aqui...