Quarta-feira, 2 de Dezembro de 2015

uma parte de mim

Albena Vatcheva.jpgAlbena Vatcheva

 

Agarras o sol
no teu interior
agora húmido.

 

Do chão molhado
proteges-me
na liberdade de caminhar
sobre as águas 
que a corrente, em desafio,
ousava agitar.

 

És 
uma parte de mim
em tempo de vendaval.

 

 

publicado por Menina Marota às 13:13
| comentar | Acompanhe-me
|
:
De Agostinho a 3 de Dezembro de 2015 às 14:01
Beleza contida poema-frágua-
-arte - caminhar sobre a água -
moldada no doce movimento
sem tristeza nem sequer vento

Um bom dia, Menina.
De Jaime Portela a 31 de Janeiro de 2016 às 14:32
Um poema excelente, minha amiga.
Gostei imenso.
Tem um bom domingo.
Beijo.

Comentar

Sensibilidades...

Regresso

uma parte de mim

Sentidos

Bom Dia!

Sereinement...

Voláteis gaivotas

A hora do encanto...

Ouro negro

Amanheço-me

Poema sem nome

Pés na Areia

Reciclagem

Fragile

Sons diáfanos...

O vento da utopia

Momentos meus...

Rota da vida

Vida

O vento e o tempo.

Talvez

Bom Dia!

Sons do vento

Dizem

Olhos de Vida

Sentires

Oceano dos sentidos

Dádivas de amor

Sentires...

Da minha janela

Bom dia...

Almas Pretéritas

A minha alma anda aqui...