Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alma Minha...

Arquivo de sonhos e memórias.

Alma Minha...

Arquivo de sonhos e memórias.

25
Mai13

Rota da vida

Otília Martel
 
 
Desço ao rio mais profundo do meu sentir.

Banho-me na água das lágrimas 
que transformei em estrelas.

Pés descalços
na pedra fria 
calor de beijo
que aquece minhas veias.

Flocos de neve
que o sol derrete
na música que toca
meu coração.

Ouso
enfrentar tempestades.
Multidão de sentimentos
que se aninham 
no meu pensamento.

Liberto-me.
Sigo a rota da vida. 

 

Poema escrito ao som de um tema dos Nightwish

01
Mai13

Vida

Otília Martel
Pintura de Wilson Henry Irvine
 
Nos meus olhos sinto o oceano desaguar lentamente no teu abraço e na minha pele depositas um longo beijo que abrasa  meu corpo, serenando meu espírito repleto de ternura e no teu corpo me enlaço.

Desnudas o sonho da palavra que nada diz e o silêncio quebra-se como rocha, que não sente ternura porque

 no cruzamento
da vida
tantas vezes
vivida
alegre
doce
outras,
amarga e triste,
mas
aberta à alegria
do contentamento
em que a chuva
não apaga
as marcas
deixadas
numa vida
sentida
ao sabor
do destino
que não somos nós
que o criamos,
mas ajudamos
a existir.

in, Menina Marota

Um desnudar de alma, a págs. 62, PapiroEditora