Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alma Minha...

Arquivo de sonhos e memórias.

Alma Minha...

Arquivo de sonhos e memórias.

16
Jul13

Pés na Areia

Otília Martel
Óleo de Zita Dantas
Óleo de Zita Dantas
 
 
Há um encanto nas palavras nascidas

do ocaso do tempo

como brisa refrescante

no entardecer de verão.

 Há um sabor a sal na pele do anseio

que toca levemente o pulsar da razão.

 E há a força trespassando a sinfonia

que solta o sentimento

(das estrelas cativo)

onde o desejo se funde no corpo opaco

do pensamento.

 A noite precede o dia onde tudo se clarifica.

 Pés nus na areia fina

nas ondas do mar

me reinvento.

 

14
Jul13

Reciclagem

Otília Martel

Entre o mar e o rio
não há lugar para promessas
dispersas entre grãos de areia
na invariável limpidez 
do inexplicável silêncio

O tempo entre cada margem é longo
e na passagem por elas
os barcos antecipam
 a voragem dos sentidos

Entre a noção e a razão
existe dor e silêncio
intenso 
como a dimensão do mar
terrível 
como a certeza do abandono

Como sal purificador
fluindo na seiva de nós
afastados que somos 
por sonhos diáfanos 
que se espelham
na incerteza da razão
- reciclagem de tempo-
perdido entre risos de veneno
mordidos língua a língua
consagrando 
o húmus da utopia

Reciclagem de sentimentos
tornada leve
como nuvens brancas de algodão.

 in, Olhos de Vida, 

publicação em Livro Digital para iPad
Ilustrações de Catarina Lourenço
disponível em  Livraria Liberdade e  Itunes 
 
 

 

10
Jul13

Fragile

Otília Martel

O dia está fresco. Ao longe, da minha janela, um manto prateado cobre o mar. 
A brisa traz um silêncio quase religioso só interrompido pelo arrastar dos pneus no asfalto.
A música dos pássaros está recolhida nos ninhos.
O Sol zangou-se de tantas queixas e deixou-se ficar deitado nos braços da Lua que, feliz, goza a sua presença e não o deixa sair da alcova.
Os acordes do Concerto de Aranjuez antecedem o violoncelo de Yo-Yo Ma e do Fragile de Sting que ouço neste momento.
Quão forte pode ser a música que nos transmite a fragilidade dos tempos…