Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alma Minha...

Arquivo de sonhos e memórias.

Alma Minha...

Arquivo de sonhos e memórias.

11
Nov11

Apelo do mar

Otília Martel
Da minha janela...
Fotografia pessoal
 
De face encostada ao parapeito do terraço olha o vermelho fogo do pôr-do-sol. Ao longe o mar chama e ela sente o seu apelo.
 

Num salto desce ligeira a escada que a separa da porta da entrada. Pega nas chaves do carro e, num impulso, sai ao seu encontro.

O mar é a sua força, sente o apelo das ondas e ruma a ele.

Este é o tempo da memória do cair da folha que nasce a cada Primavera, a onda que se entrega à areia fina e nela desaparece.

Este é o tempo de sentir a brisa fresca nos cabelos revoltos, as gaivotas em terra saudando-a, o mar revolto como os pensamentos.

Sente o frio entrar por cada poro da sua pele e estremece.  É hora de voltar.

Não se vira.

Leva o mar no olhar.

comentários

Comentar post