Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alma Minha...

Arquivo de sonhos e memórias.

Alma Minha...

Arquivo de sonhos e memórias.

01
Dez10

No silêncio do vento

Na "minha" praia favorita num dia frio...


 

Hoje acordei com vontade de ser feliz.

De deixar fluir o meu âmago de mulher e viver cada momento que a vida oferece, numa simples flor, num passeio ao longo do mar ou na carícia de um tímido beijo; voltar ao local dos meus sonhos e embalar-me na ternura dos teus braços, enquanto sussurras palavras de amor, roçando a minha pele que se cola à tua como se fossemos um só corpo e vontade.

Em cada viagem a imaginação é um sol de deslumbramento, num tempo sem tempo, onde pinto o sonho na palma da mão e com ela rasgo o teu sorriso em carícias de pele, em fôlego de desejos na consagração do amor.

Memória de sussurros no término da noite, onde te dás e eu me dou, gota a gota, em beijos cálidos como música, saciando-nos na energia do alento de viver, sorrindo, a cada carícia com que tomas meu corpo como se fosse a tua casa e contas a história da nossa ternura, em etapas de anos, suspiros e encantos, marcas visíveis aos olhos da alma onde nos demos com fervor, em mãos inundadas de afectos e uma linguagem só por nós perceptível.

No silêncio do vento em fogo de mar ardente, nas asas dos teus braços eu esvoaço, no sabor a uvas e chá de jasmim e sorrio para ti.

Hoje acordei com vontade de ser feliz e no teu corpo de sândalo deixar-me amar.

Na eterna carícia dos teus lábios, no fogo da língua percorrendo a nudez do meu corpo, uma melodia de desejos, um a um, saciando-nos.

Hoje não acordei de um sonho. Quero ser a satisfação do próprio sonho.

Amar é a única verdade que possuímos.


 30 de Novembro de 2009  

 

 

 

comentários

Comentar post