Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alma Minha...

Arquivo de sonhos e memórias.

Alma Minha...

Arquivo de sonhos e memórias.

10
Dez17

Pingos de chuva

Gosto de sentar-me no chão ouvindo o estalar da madeira soltando faíscas, enquanto o frio nos vidros desliza como pequenas bolas brilhantes.
Nesta calma acabo o vinho do jantar enquanto mordisco o resto do queijo que a filhota trouxe.
A noite torna-se mais bela mesmo sem estrelas a brilhar.

Pingos de chuva

Pingos de chuva.
Gotas frias em calor
Labaredas de corpo sedento
Música em alma presente.
Sentimentos.
Saudade. Pronuncia. Vida.

Somos
maré-cheia dos dias.
Ondas magnéticas de cor
que embaciam meus olhos
castanhos, cor da madeira.

Chama viva que aquece
o corpo que fomos
a música que sentimos
a paixão que aconteceu.

Pingos de chuva.
Ardentes.

08
Set11

DESEJOS DE VIDA

 

Do lado de fora da janela da cozinha chove.
Miudinha, nervosa, como quem pede alimento
para a terra ressequida.

Do lado de dentro florescem flores
que, como música
são alimento do meu sentir
Bebendo uma chávena de café
sentada mesa
vejo o seu belo florir

No recanto da cozinha
alma da casa
alimento do corpo e alma
sinto mais que avisto
as ondas do mar que bradam por mim
a desejarem-me

Ó chuva benfazeja que assentas a poeira dos dias.
Floresçam através de ti mil desejos de vida colorida
e, no arco íris que despontas
com tuas cores, me deslumbres

 

Imagem: As flores, num recanto da cozinha, alheias à chuva, sorriem para mim, na primeira refeição da manhã ♥